Novas caras, novas chances, novas mudanças

03:15

Cortei. Laços, amarras e o cabelo. Desapeguei. De roupas, pessoas e aparências. Tive outra grande revelação é percebi que eu não preciso manter uma forma física para continuar sendo que eu verdadeiramente sempre fui, nada disso têm a capacidade de definir quem eu sou. E digo mais: nem vai!

É assustador o poder que os cabelos têm sob a sociedade: eles dividem opiniões, questionam sua raça e o seu poder monetário, além de claro abrirem ou fecharem as portas para novas "amizades". Eu ainda fico muito chocada com como uma estrutura tão sensível pode manipular as pessoas de forma tão simples, é um absurdo ainda gerar tanto preconceito em volta do cabelo crespo e foi exatamente por querer mostrar que eu sou mais que um fio de cabelo que não tive medo de cortar super curtinho e oficializar minha "transição".
Depois que eu perdi meu medo de cortar cabelo eu não paro de procurar cortes legais que eu gostaria de ter, é muito emocionante se olhar no espelho e perceber que tinha outra de você prontinha pra ser feliz (sem contar as reações de "você cortou o cabelo?" hahaha). É claro que tudo faz parte de uma jornada de auto-aceitação longa e reveladora, a transição passou a significar não só a mudança (drástica) capilar, mas todo o processo de aprender a valorizar e amar quem você é.
Para mim começou quando eu decidi por fazer permanente afro, eu não fazia ideia que existia esse movimento de transição na internet então a ideia de chegar no cabelo mais natural possível foi toda individual. Mesmo sabendo que permanente usa muita química, essa foi a alternativa que eu achei para voltar a ter cachos e eu não me arrependo, pois foi ai que eu comecei a me "especializar" em cachos e buscar alternativas para deixá-los o mais saudável possível.
Um corte radical parece o começo de uma nova era, mas essa era já havia começado dentro de mim e apenas se impôs através do cabelo. Se livrar das coisas que te incomodam faz um bem danado, para muitas pessoas pode parecer coisa pouca, mas desapegar alivia sim. Abram-se para uma nova possibilidade, olhem as coisas sob uma outra perspectiva e amem-se como se não tivesse ninguém olhando.

You Might Also Like

0 comentários

Flickr Images