Instantâneo: 3Resenhas

07:30


Meu deus, como fazia tempo que eu não lia e consequentemente não resenhava, eu senti saudades de ler. Quando meu professor de matemática falou que ano de vestibular você praticamente deixa suas necessidades de lado e passa a se dedicar a meta "passar em uma universidade" eu achei que era besteira e que dava sim para conciliar com as atividades que eu mais gosto, mas eu estou percebendo que é quase impossível.
Mas agora que eu entrei de férias consegui colocar minhas leituras prazerosas em dia, porque ultimamente só estou lendo os didáticos e convenhamos é chato pra caramba. Mas vamos para as resenhas, os três últimos que eu li foram Amy & Matthew, O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks e Ligações.


Amy & Matthew (ou Say What You Will na versão original) é da Cammie McGovern e conta a história de Amy, uma garota que nasceu com paralisia cerebral e na escola sempre era acompanhada por médicos ou outros professores para ajudá-la nas tarefas do dia-a-dia, até que no seu último ano do colégio ela insiste para que a mãe deixe que os colegas de classe a auxiliem para quando ela entrar na faculdade tudo dê certo e é aí que entra o Matthew.
Além de assisti-la os dois se tornam melhores amigos, vivenciando uma relação de mutualismo, pois Amy nota os problemas que o amigo também enfrenta e precisa de tanta ajuda quanto ela. A medida que o relacionamento vai se intensificando, troca de olhares, toques que arrepiam, falas subentendidas, os sentimentos começam a aparecer e nenhum dos dois conseguem identificá-los.
É uma história linda que nos mostra a amizade independente de qualquer dificuldade, em que você torce para que eles se entendam logo e fiquem juntos, porque é nítido que um precisa do outro e eu não digo no sentido de estarem doentes, mas que eles não têm medo de falar para o outro que este está errado, que precisam melhorar como pessoa ou simplesmente contar o que os chateia. É bem raro casais tão bem entrosados.


Amy & Matthew - Cammie McGovern
Editora Record
ISBN: 978-85-01-07018-0
334 páginas

Eu nunca achei que fosse possível, mas eu li O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks em uma noite! É um livro incrível sobre aceitar que as mulheres são tão capaz quanto os homens para exercer qualquer atividade, passando tudo dentro de um internato aristocrático chamado Alabaster. Frankie é uma garota de 15 anos que passa por uma transformação corporal durante as férias que faz com que sua paquera Matthew Livingstong, o garoto mais popular da escola, a note e se apaixone. 
Ela se encanta tanto pelo mundo de Matthew e seus amigos que não quer deixar de fazer parte dele de jeito nenhum, mesmo se sentindo diversas vezes inferiorizada pelos homens do grupo e e aí que ela descobre a Leal Ordem dos Bassês, uma sociedade secreta do colégio criada para pregar peças em que seu pai fez parte assim como seu namorado Matthew e que não permite a participação de garotas. Não contente com essa exclusão, Frankie passa a comandá-los secretamente, provando que não é só a namorada de alguém e que pode sim ser tão genial quantos os garotos.
O que eu mais amei no livro foi essa pegada feminista, a Frankie tentando mostrar para todo mundo que as mulheres são incríveis e que não devem ficar caladas quando sabem que têm seu valor, me pegou de surpresa ver isso tão marcante em um livro infanto-juvenil, é ótimo! Vale ressaltar que tem umas citações a escritores muito legais como Dorothy Parker e P. G. Wodehouse, além de uma introdução ao pan-óptico (a sensação de ser observado constantemente por um observador onisciente e desconhecido), bom e toda a ideia de sociedade secreta e eu simplesmente amo essas conspirações hahahaha.



O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks - E. Lockhart
Editora Seguinte
ISBN: 978-85-65765-20-6
343 páginas

Rainbow Rowell virou facilmente minha escritora preferida dos últimos tempos e tudo por causa de Eleanor & Park, ela consegue transmitir a verdade por trás dos relacionamentos que ninguém parece se importar, ela mostra o quão passível de rompimentos a coisa toda é e em Ligações não é diferente. O livro gira em torno da falta de tempo para a família que a Georgie McCool tem e isso se intensifica quando ela deixa de viajar com o marido Neal e as duas filhas, Alice e Noomi, para a casa da sogra durante o Natal para trabalhar em seu próximo programa de televisão com seu melhor amigo Seth.
Com a partida do marido e as filhas, Georgie cai em ruínas e se pergunta constantemente se finalmente conseguiu estragar o casamento. Por não conseguir dormir na casa vazia, ela passa as noites na casa da mãe, onde encontra seu antigo telefone amarelo e passa a se comunicar com o Neal que ela conheceu na faculdade, sim um telefone que viaja no tempo. Ela passa as noite recordando o que viveu com ele e procura nas ligações uma forma de restaurar a harmonia entre os dois e consequentemente salvar o casamento.
Eu já falei que gosto de romances reais e esse superou minhas expectativas, nos apresenta o casamento do jeitinho que é, as discussões frequentes ou a falta de conversa, o ciúme comedido, a perda da glamourização (tem roupa feia sim, calcinha grande e cabelo desgrenhado). Mas a Rainbow nos leva a perceber junto com a Georgie de que é possível fazer as coisas darem certo e consertar o que parece perdido, superar a distância daquele que convive dentro de sua própria casa. É só se comunicar de forma certa.



Ligações - Rainbow Rowell
Editora Novo Século
ISBN: 978-85-42804-81-2
304 páginas



E aí quem leu algum desses livros? Não se acanhe e deixe sua opinião, conclusão ou divagação nos comentários!


P.S.: Eu gostaria de deixar registrada a minha indignação com a tela desse notebook, porque eu achei que as edições das fotos estavam ficando de um jeito e saiu assim, sem mais para o momento.

You Might Also Like

0 comentários

Flickr Images