Meme: 3 Livros que mudaram minha vida

18:57

Aloha, mais um tema legal direto do Rotaroots que eu fiquei mega empolgada quando vi! A proposta do mês é indicar os 3 livros que fizeram minha vida mudar, me inspirando em ser uma pessoa melhor ou até mesmo por eu ter lido em uma ocasião especial. Apesar de ler bastante foi uma tarefa um pouco difícil, porque eu nunca tinha parado para pensar no impacto emocional que um livro me causou, no sentido de mudar alguma coisa dentro de mim, sabe? Acender aquela fagulhinha. Porque claro eu sempre me envolvo na vida dos personagens, é inevitável, mas parar para pensar em mudanças grandes e importantes é diferente.
Bom eu já estava pensando que eu deveria começar a ler uns livros um pouco mais profundos, reflexivos e deixar os românticos e de aventura somente como hobby, mas esse meme me fez cair na real da minha necessidade em ler coisas mais significantes. Não estou me desfazendo de nenhum livro ou das escolhas de ninguém, ok? É só uma constatação pessoal.




Minhas três escolhas foram: Harry Potter e o Prizioneiro de Azkaban da J.K. Rowling, A Menina que Roubava Livros do Markus Zusak e Não Sou Uma Dessas da Lena Dunham. Cada um influenciou minha vida de maneiras diferentes e em períodos muito distintos e representativos na minha vida e que, novamente, só reparei agora ao escrever esse post. É incrível como a gente não presta atenção nos acontecimentos cotidianos de nossas próprias vidas, não nos damos conta de que os atos geram grande transformação na maneira em que a gente vive e encara a realidade. Muito louco.


Harry Potter e o Prizioneiro de Azkaban está na lista porque somente ele conseguiu me transportar para o mundo da leitura, esse foi o primeiro livro que eu li sem ser obrigada, é basicamente o que me apresentou ao mundo da leitura. Quando pequena eu só lia os livros que a escola mandava e bem a contra gosto, eu odiava as histórias e as via como desnecessárias, até que eu conheci o terceiro da saga do bruxo Harry.
Eu comecei por esse, porque era o que ia estrear no cinema, confesso que não terminei antes de ir para as telonas, mas assim que sai do cinema fui direto concluir a história e tentar adquirir o livro posterior. Foi amor a segunda vista! Serei eternamente grata a J.K. por ter escrito uma obra tão intrigante que me fez amar a literatura e fazer com minha pré-adolescência fosse mais suportável. 


O segundo é A Menina que Roubava Livros, esse tem um lugar mega especial na minha vida. Eu li segundo uma indicação de amiga que gostou muito, mas eu achei que o tema um pouco pesado (nazismo) fosse influenciar de forma negativa na leitura e aconteceu totalmente o contrário, ele expandiu minha mente a respeito da morte e de toda a significância de nossos atos. 
Minha visão de morte sempre foi um pouco sombria, como é a de quase todo mundo, de que somos retirados a força do plano carnal e o resto cada um cria sua visão, mas alguns acreditam que acabou mesmo e outros, como eu, acreditam que tem algo além. Markus Zusak me fez refletir sobre o "retirado a força" e encarar  A Morte como somente uma receptora, aquela que nos busca e nos leva com o maior pesar porque isso já estava planejado e não há nada que façamos para impedir.


Ah Lena! Já achava ela mega talentosa ao assistir os episódios de Girls e de uma personalidade fortíssima ao desfilar nos tapetes vermelhos com looks para lá de inusitados, esse achismo se confirmou ao ler seu livro Não Sou Uma Dessas em que ela se expõem e dispõe às mais duras críticas da sociedade, contando os mais diversos episódios sobre paixões mal resolvidas, liberdade sexual, neuras de infância, competitividade no trabalho e a luta constante contra a balança de sua vida nova-iorquina.
É difícil pontuar uma parte que eu gostei mais, porém foi meu primeiro contato real com as questões feministas, porque eu sei o básico e até agora não foi preciso enfrentar de forma tão dura a disputa por um lugar no espaço, que é tão machista. Lena me mostrou que a liberdade feminina está nos pequenos atos, é antes de mais nada tentar se entender e aceitar seu corpo, sua opção sexual, seu jeito de se vestir, suas crenças e opiniões como parte do que você é, parar de buscar o encaixe na sociedade e ser essa peça sem moldura mesmo. 





Participa do Rotaroots também e gostaria de deixar seu link com os 3 livros que mudaram a sua vida? É só escrever nos comentários que nós adoraríamos ler. Se não faz parte pode deixar também (:

You Might Also Like

0 comentários

Flickr Images