Na Poltrona: Se Eu Ficar

00:28

Mais um Na Poltrona porque esse fim de ano está sensacional quando falamos de filmes. Fazia bastante tempo que eu estava procurando um bom drama e esse filme não poderia preencher esse vazio de melhor forma. Como eu tenho problemas em demonstrar e extravasar meus sentimentos, a única maneira para eu chorar é assistindo filmes com cenas tristes hahaha, não me chamem de estranha!

Esse é mais um filme baseado em best-seller e foi através do livro que eu o descobri. Na verdade eu só li a sinopse e depois que reparei que era a Chloë Moretz na capa (primeira capa com personagens do filme que é linda por sinal), mas acabei não dando muita atenção por achar um tema muito triste, o que foi tratado da forma mais bonita no filme.

Se Eu Ficar conta a história de Mia Hall (Chloë Grace Moretz) uma violoncelista muito dedicada e filha de rockeiros que acaba tendo que tomar a difícil decisão de entrar para a faculdade dos sonhos, Julliard em NY ou seguir para uma em Portland, onde, assim como ela, mora também seu adorável namorado astro do rock Adam (Jamie Backley). Em coma após um acidente de carro que sofreu junto com a família, Mia passa a refletir sobre sua vida no passado, presente e futuro.

A história é muito encantadora, o namoro deles é típico americano - chama pra sair, conhece os pais, saem com os amigos -, mas são cenas retratadas de um jeito muito bonito e nada entediante. O Jamie e a Chloë tem uma química bonita de se ver, sai da sala com vontade de um romance fofinho assim. Muito bem dirigido, produzido e com um visual todo fofo que combinou muito com a escolha da Chloë como principal, não teria atriz melhor para representar a Mia. 
Como tudo gira em torno de música a trilha sonora não deixaria a desejar, com muito rock, inclusive músicas da banda de Adam e uma pitada essencial de folk. E teve um cover lindo de Halo da Beyoncé cantado pela Ane Brun feat. Linnea Olsson. Apaixonante.

Outro destaque do filme são os pais rockeiros de Mia, com certeza você vai desejar ter uns pais liberais e com amigos músicos como os delas.
Eu sai apaixonada/chorosa/nó na garganta da sala de cinema, vale super a pena assistir e é compreensível se você sair da sessão com a cara inchada hahaha. Atuações incríveis, trilha perfeita e enredo muito bem desenvolvido. A única revolta pode ser no final, mas todo resto compensa.

You Might Also Like

0 comentários

Flickr Images